Como escolher o ângulo de feixe correto para seus Downlights de LED?

A iluminação desempenha um papel crucial na definição do ambiente e da funcionalidade de qualquer espaço. Quando se trata de downlights e refletores LED, um fator frequentemente esquecido, mas essencial, é o ângulo do feixe. O ângulo do feixe determina a propagação e a direção da luz emitida pela luminária, impactando a área de cobertura, a intensidade e o efeito geral da iluminação. Esteja você projetando uma sala de estar aconchegante, uma cozinha funcional ou uma galeria de arte, escolher o ângulo de feixe apropriado é uma decisão crítica que pode melhorar muito o apelo visual e a usabilidade do ambiente.

No ano passado, sempre distinguimos downlights e holofotes pelo ângulo de luz.
Hoje em dia, com o desenvolvimento da tecnologia óptica, até a mesma luminária pode atingir uma variedade de ângulos de iluminação.

Por exemplo, no novo programa da KLM série super downlight, toda a série pode atingir 15° 24° 36° 60° 75° e 90°. Uma luminária pode atender às necessidades de quase todos os ambientes de iluminação diferentes. É uma inovação tanto para clientes quanto para fabricantes.

downlights de grande angular

O que é o ângulo de feixe dos refletores LED:

O ângulo do feixe é o ângulo no qual a luz é emitida pela luminária LED. Normalmente é medido em graus e refere-se à largura do cone de luz produzido. Um ângulo de feixe mais estreito concentra a luz em uma área específica, enquanto um ângulo mais amplo espalha a luz sobre uma superfície maior.

Ao selecionar o ângulo de feixe dos refletores LED, que fatores devem ser considerados?

Tamanho e layout da sala: As dimensões e o layout da sala desempenham um papel fundamental na seleção do ângulo de feixe apropriado. Em espaços maiores, ângulos de feixe mais amplos (cerca de 60 graus ou mais) podem ser preferidos para garantir uma cobertura uniforme. Em áreas menores, ângulos de feixe mais estreitos (cerca de 30 graus) podem criar focos de luz focados.

Altura do teto: A altura do teto afeta a forma como a luz é distribuída. Tetos mais altos podem exigir um ângulo de feixe mais estreito para garantir que iluminação suficiente atinja as superfícies pretendidas, enquanto tetos mais baixos podem beneficiar de um ângulo de feixe mais amplo para uma iluminação mais uniforme.

Iluminação de tarefa ou realce: Considere o objetivo principal da iluminação. Para iluminação de tarefas, como bancadas de cozinha ou mesas de escritório, um ângulo de feixe mais estreito pode fornecer iluminação focada. Para iluminação de realce, como exibição de obras de arte ou detalhes arquitetônicos, um refletor com ângulo mais estreito pode ajudar a chamar a atenção.

Ambiente e humor: O ângulo do feixe influencia o humor e o ambiente de uma sala. Um ângulo de feixe estreito pode criar piscinas dramáticas de luz e sombra, ideais para criar uma atmosfera aconchegante e íntima. Um ângulo de feixe mais amplo pode fornecer uma luz mais suave e difusa, adequada para iluminação geral ou um ambiente descontraído.

Arte e Decoração: ao destacar objetos, decorações ou obras de arte específicos, um refletor com um ângulo de feixe estreito pode direcionar a atenção com precisão para os pontos focais desejados.

Ajustabilidade de fixação: Algumas luminárias oferecem ângulos de feixe ajustáveis, permitindo ajustar a iluminação de acordo com suas necessidades de mudança ou com a função da sala.

Combinando ângulos de feixe: Para uma iluminação abrangente, considere usar uma combinação de luminárias com diferentes ângulos de feixe para obter iluminação em camadas. Essa abordagem oferece benefícios funcionais e estéticos.

ângulo de feixe de downlights

Como escolher o ângulo de iluminação na aplicação prática?

Ângulo de feixe estreito: 8°~25° Adequado para iluminação de realce, como iluminação que destaca decorações de objetos específicos ou áreas de exibição;

Ângulo de feixe médio: 30°~45° Indicado para iluminação local, também chamada de iluminação indireta, como a luz esfregando na parede, há uma sensação de elevação do teto, reduzindo a sensação de depressão no espaço; ao mesmo tempo, ainda pode fornecer um efeito de foco moderado em diferentes ângulos;

Ângulo de feixe amplo: 50° ~60° Iluminação ambiente adequada, iluminação uniforme, ideal para espaços muito grandes, com luz mais difusa atingindo o chão, adequada para alturas de teto padrão. , para cobrir uma área maior, como sala de estar, sala de jantar, etc;

Mais de 60°, Em grandes áreas comerciais, shopping centers, praças e outros locais que exigem uma grande variedade de iluminação, os refletores grande angulares podem fornecer distribuição uniforme de luz e criar uma boa experiência de compras e eventos para os clientes ;

Mais de 90°, Downlights acima de 90 graus são adequados para ocasiões que exigem iluminação uniforme e em grande escala, como salões, corredores, galerias, museus, etc., onde obras de arte ou performances precisam ser exibidas com destaque;

Além disso, a diferença nos requisitos da cena provoca diferenças na distribuição da luz. A sensação mais proeminente é o tamanho do ângulo do feixe.

ângulo de feixe de luzes led
como escolher o ângulo do feixe de luzes

Então, como escolher um ângulo de iluminação adequado para aplicações residenciais e comerciais em design de iluminação?

Como escolher um ângulo de feixe de downlight para aplicações de iluminação residencial?

As casas e apartamentos têm tetos mais baixos e áreas menores. Portanto, o projeto de iluminação do ambiente residencial costuma dar mais atenção à criação de uma atmosfera confortável. Por exemplo, um ângulo de iluminação mais amplo pode fornecer iluminação uniforme, criando uma sensação de casa acolhedora e confortável; enquanto um ângulo de iluminação mais estreito pode ser usado para destacar objetos, decorações ou detalhes específicos, como obras de arte, estantes de livros, pinturas decorativas e muito mais.

Na maioria dos casos, o amplo ângulo de feixe de 45°-60° é suficiente para iluminar a sala. Em aplicações práticas, a sala possui uma grande área e pode ser coberta com um ângulo de feixe ultra amplo de 60°-90°, o que também pode reduzir o número de lâmpadas utilizadas;

Não se esqueça que na iluminação residencial a iluminação de realce e a iluminação parcial também são essenciais e podem ser utilizadas em conjunto para criar um ambiente de iluminação confortável e prático.

Como escolher um ângulo de feixe de downlight para aplicações de iluminação comercial?

Iluminação comercial não é a mesma coisa que iluminação residencial. O ambiente de iluminação comercial é mais complexo, incluindo iluminação de locais como hotéis, escritórios, lojas especializadas, restaurantes, lojas de roupas, shoppings e armazéns.
As aplicações comerciais geralmente dão mais ênfase à iluminação de tarefas em áreas específicas, como áreas de exposição de mercadorias em lojas de varejo, áreas de trabalho em escritórios. O ângulo de feixe estreito concentra a luz e acentua a iluminação de áreas específicas.

Por exemplo:

Hotel:

No lobby, lobby, restaurante e outras áreas de alto risco do hotel, H>6m, o apelo dos downlights LED é que tamanho grande, alta potência e grande ângulo, como um ângulo de feixe ultra-amplo de 90°, são muito adequado para este tipo de grau de uniformidade ultra-alto de locais espaciais avançados;

Loja de roupas:

Especialmente janelas, letreiros, caixas, etc., todos precisam de iluminação de realce, ângulo de feixe estreito de 10°-20° ou ângulo de feixe largo de 24°-45°,

Simplificando, para uma altura de espaço de 3-12M, escolha downlights de 15° 24° 36° 45° 60°; para locais com grandes distâncias de instalação que exigem excelente uniformidade, opte por downlights de 90°; O inovador sistema sem fronteiras da KLM 75° (iluminação suave), pode realmente integrar as lâmpadas no formato do teto e tornar o espaço mais natural.

Sempre que, ao escolher o ângulo luminoso dos downlights LED, as aplicações residenciais e comerciais terão algumas diferenças de acordo com suas diferentes necessidades e prioridades. Considere razoavelmente o alvo de iluminação, a área de iluminação e o efeito desejado e escolha o ângulo de iluminação apropriado para atender às necessidades de iluminação de uma cena específica.